A tecnologia vem facilitando de forma considerável a vida de toda a sociedade em seus mais diversos aspectos. E isso não é nenhuma novidade. O problema é que em alguns casos a tecnologia pode se comportar como vilã para a saúde de muitas pessoas. Mas isso está diretamente ligado à consciência quanto ao seu uso.

Mas qual seria a relação entre a tecnologia e a influência na saúde? A coluna é uma das regiões do corpo mais afetadas pelo uso inadequado de dispositivos eletrônicos. A postura é negligenciada durante o manuseio desses aparelhos. Dessa forma, sobretudo tablets e smartphones estão causando uma epidemia de dor nas costas devido à postura que as pessoas têm adotado para utilizá-los.

Mais da metade da população mundial tem ou terá alguma experiência de dor no pescoço ou nas costas a cada ano. E as pesquisas demonstram que os jovens de hoje perdem mais dias úteis por ano com dor nas costas do que os da geração de seus pais.

A influência dos smartphones, tablets e computadores

É provável que a inclinação sobre computadores e dispositivos portáteis seja um fator que contribui para os diferentes tipos de dor nas costas relatados por muitas pessoas que fazem uso cada vez maior dessas tecnologias sem a devida atenção à postura. Nesse cenário, as pessoas mais jovens são ainda mais prejudicadas, isso porque elas são mais propensas a se debruçarem sobre um dispositivo no sofá, por exemplo, fazem uso bem maior desses aparelhos e se preocupam menos com a própria saúde.

Os resultados de estudos mostram que quase todos os grupos etários gastam muito mais tempo na frente de uma tela de computador, laptop ou tablet, por exemplo, do que dormindo na cama. Os jovens, por exemplo, permanecem cerca de 8,83 horas por dia em frente aos aparelhos eletrônicos, ou mais.

Consequências da má postura

Apesar de ser um comportamento nocivo tanto para a saúde quanto para aspectos sociais da vida, passar muitas horas em frente ao computador ou com o celular em mãos, por exemplo, não se torna tão prejudicial se você atentar para a boa postura, manuseando estes aparelhos de modo adequado. A má postura, além de provocar as terríveis dores nas costas, pode ser responsável pelo surgimento de desvios anormais na coluna: acentuando as curvas (normais) já existentes, gerando a hiperlordose ou a hipercifose, por exemplo.

Os desvios posturais, por sua vez, podem levar ao uso incorreto de outras articulações, como ombros, braços, quadris, joelhos e pés. Isso ocorre porque diante do desequilíbrio postural o corpo buscará, naturalmente, compensações a fim de manter o indivíduo em equilíbrio (o que, normalmente, também pode causar enrijecimento e encurtamento dos músculos). Além disso, os desvios posturais poderão acarretar, com o passar do tempo, pressão entre as vértebras, aumentando as dores nas costas ou causando problemas graves na coluna, como é o caso da hérnia de disco. Todas as partes do corpo estão interligadas. Portanto, se você não utiliza uma postura adequada durante qualquer atividade, todo o seu corpo poderá ser afetado e não, apenas, a coluna.

Como evitar que a tecnologia afete a saúde da coluna?

Perceber que você pode estar utilizando a tecnologia de maneira que prejudique a sua coluna já é um grande passo. Isso porque, em muitos casos, a postura incorreta se torna tão habitual que o indivíduo já nem recorda mais como era ter uma boa postura. Por isso, é importante manter uma consciência corporal. O outro passo (e mais importante) é combater o mau hábito, entendendo a importância disso. Veja algumas dicas:

– Boa postura no uso do computador: Para evitar posturas incorretas e, consequentemente, o aparecimento de dores, é importante escolher a cadeira e a mesa corretas, permitindo um bom espaço para a movimentação de pernas e oferecendo condições de posicionar acessórios – como mouse e teclado – de maneira ajustável. DURANTE A DIGITAÇÃO: Mantenha as mãos retas, digite suavemente e evite realizar um mesmo movimento com as mãos durante muito tempo; POSIÇÃO DO MONITOR: A distância entre o monitor e o usuário deve ser de, aproximadamente, 70 cm e deve estar ao nível dos olhos; PÉS: Quando cruzados ou apoiados na ponta dos dedos, os pés favorecem dores na coluna. O ideal é mantê-los apoiados com toda a planta no chão, permitindo que fiquem retos, os joelhos também devem estar flexionados num ângulo de 90º.

– A importância da ginástica laboral: Já é comprovado clinicamente que quanto mais repetitivo for o trabalho, maior é a necessidade de fazer pequenas pausas durante o expediente. Se a empresa já apresenta um programa de ginástica laboral para os funcionários, excelente! Além da oferta de exercícios importantes, o projeto ajuda na conscientização do profissional em relação à postura no trabalho, a fim de prevenir lesões por esforço repetitivo e reduzir os efeitos nocivos do estresse, dentre outros benefícios. Entretanto, caso a empresa na qual você trabalha ainda não ofereça o programa, anote algumas dicas que podem ajudar a prevenir problemas relacionados com a postura: Faça uma pausa a cada 25 minutos no computador; mantenha os ombros relaxados, os pulsos retos e a coluna firme no encosto da cadeira; deixe os pés totalmente apoiados no chão.

– Cuidados desde a infância: É fundamental incentivar as crianças a ter bons hábitos de vida, conciliando o brincar em casa com atividades esportivas e passeios ao ar livre. Fornecer recursos para que as crianças brinquem confortavelmente é importante. Além disso, deve-se estimulá-las para que sejam capazes de se concentrar, atingindo seu pleno potencial nas atividades diárias e estudo. Assim, não deixar instalar uma incapacidade previsível e uma vida de dor. Vários estudos já apontam o sedentarismo infantil como uma das influências de dores nessa fase da vida. A tecnologia apresenta diversas vantagens, mas também faz com que percamos a necessidade de usar nossos corpos e realizar esforços físicos. Por isso, mais do que nunca, as crianças devem ser orientadas quanto ao uso racional desses recursos tecnológicos, bem como as posturas mais adequadas a serem adotadas, com pausas e o mais importante: sempre conciliar atividades físicas na rotina. Isso ajuda não somente na prevenção de dores e lesões, mas também auxilia no desenvolvimento saudável da criança.

– Mantenha o corpo em atividade: Manter o corpo em atividade é de extrema importância, procurando investir na prática regular de atividades físicas que ajudem, sobretudo, no fortalecimento da musculatura de sustentação da coluna vertebral. Mas atenção! Se você não tem o costume de se exercitar com regularidade, tenha muito cuidado ao iniciar a prática de qualquer exercício físico, busque sempre a ajuda de um profissional. Realizar atividade física sem a supervisão de um especialista é muito arriscado, principalmente para quem nunca teve um ritmo frequente.

O post Tecnologia e a saúde da coluna vertebral apareceu primeiro em Instituto Pilates.

Source: Instituto Pilates